Pular para o conteúdo principal

FALAS DAS PERSONAGENS DE MACBETH, TRAGÉDIA DE SHAKESPEARE

“Aconteça o que acontecer, o tempo e a hora chegam ao fim dos dias mais difíceis” [Macbeth]
“Não existe arte que possa decifrar o sentido da alma pela face” [Ducan]
“Um rosto falso deve esconder o que sabe um coração falso” [Macbeth ]
“O hálito frio das palavras gela demais a ação cálida” [Macbeth]
“Horror! Horror! Horror! Não há língua nem coração que possam conceber-te ou nomear-te” [Macduff]
“É fácil para um homem falso fingir uma dor que não sente.” [Malcom]
“Ser rei, nada significa; é preciso ser tranquilo...” [Macbeth]
“Nada se ganha, ao contrário, tudo se perde, quando nosso desejo se realiza sem satisfazer-nos.” [Lady Macbeth]
“Todas as coisas irremediáveis deveriam ser esquecidas. O que está feito, está feito.” [Lady Macbeth]
“Tudo não passa de uma visão criada pelo teu medo” [Lady Macbeth]
“Vós bem sabeis: a confiança é o maior inimigo dos mortais.” [Hécate]
“Tudo é temor, nada é amor e quase nada sabedoria, numa fuga tão precipitada contra toda a razão” [Lady Macduff]
“Tudo isso é suportável, quando compensado com outras virtudes” [Macduff]
“Tende coragem e que uma grande vingança seja o remédio que cure essa dor mortal” [ Malcom]
“Há aqui sempre um cheiro de sangue!... Todos os perfumes da Arábia não purificariam esta pequena mão!...” [Lady Macbeth]
“As consciências contaminadas descarregam seus segredos nos travesseiros surdos” [Médico]
“Já me esqueci do sabor do medo” [Macbeth]

“A vida nada mais é do que uma sombra que passa, um pobre histrião que se pavoneia e se agita uma hora em cena e, depois, nada mais se ouve dele. É uma história contada por um idiota, cheia de fúria e tumulto, nada significando.” [Macbeth]

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

FALAS DAS PERSONAGENS DE REI LEAR, TRAGÉDIA DE SHAKESPEARE

“Meu amor é mais rico que minha língua” [Cordélia] “A liberdade vive lá fora e o exílio está aqui [Kent] “E que vossos atos possam confirmar vossos grandes discursos, para que das palavras de amor brotem virtuosas realidades.” [Kent] “O amor não é amor quando a ele se misturam preocupações estranhas ao seu puro objetivo” [França] “O tempo desvendará o que as dobras da astúcia encobrem” [Cordélia] “Começo a achar uma escravidão ociosa e estúpida a opressão da velhice tirânica que governa, não porque tenha poder, mas porque é tolerada” [Glócester] “... achamos que o sol, a lua e as estrelas sejam culpados de nossas desgraças...” [Edmundo] “A verdade é um cão que deve ser relegado ao canil; é jogado para fora a chicotadas...” [Bobo] “Sim, é verdade, terei cuidado com minha língua; embora nada digais, é esta ordem que vosso aspecto me dá...” [Bobo] “O próprio pudor reclama um remédio imediato” [Goneril] “Se o cérebro de um homem estivesse nos calcanhares, não haveria perigo de que ficass…

DESCERRAMENTO DA PLACA DA TURMA DE LETRAS/PORTUGUÊS/2016

Ocorreu ontem, dia 10 de agosto, às dezoito horas no Bloco Central do Câmpus Universitário de Rondonópolis, o descerramento da Placa de Colação de Grau da Turma de Letras - Língua Portuguesa, 2016. Estiveram presentes as professoras Ana Vera (Homenageada), Márcia Pavoni (Patronesse), Lezinete Lemes (Coordenadora do Curso de Graduação em Letras - Língua Portuguesa), o Professor Danilo Nascimento (Paraninfo), e as discentes Aline, Cleide, Maria Patrícia, Marta, Neilliane, Sara e Taniadir.  O Departamento de Letras parabeniza as graduadas!